Grupos Musicais

 

gratuito-berimbau

OBA DX – Orquestra de Berimbaus Afinados com Dainho Xequerê, vem trazendo uma inovação na musicalidade trazendo como seu instrumento principal o Berimbau, até então visto somente em rodas de capoeira. Com esta maneira nada convencional, a Orquestra de Berimbaus Afinados (OBA DX), vem atraindo olhares com seu repertório Clássico como Bolero de Ravel e Popular como Asa Branca entre outras músicas

 

uneb

Coral UCSAL & Coral Cantares da UNEB – Os corais estão vinculados à Pró-reitoria de Extensão – PROEX, sendo o coral da UCSAL coordenado pelo Curso de Música. São regidos pelo maestro profº David Tourinho, sendo compostos por servidores, técnicos-administrativos, professores, estudantes, além das comunidades locais adjacentes às Universidades. Seus repertórios envolvem músicas eruditas, eruditas religiosas, populares e matrizes africanas. Nesse evento, os corais se unem com o objetivo de Cantar o Nordeste, onde as músicas farão um recorte do cotidiano de um povo que através da fé e determinação constroem sua história com força e esperança numa terra que ama e jamais abandonará

 

criminl

Quebra Queixo (QG2) – Quebra Queixo é um grupo de Rap underground formado no Instituto Federal da Bahia – Campus Seabra, em 2016, com o objetivo de disseminar a cultura Hip Hop na Chapada Diamantina. O grupo é formado por Jônatas Neves e Raio Ferrabrás que operam na criação dos versos e beats, trazendo em suas músicas denúncias contra as mazelas sociais e uma análise profunda sobre a vida cotidiana no interior. Seu repertório autoral tem como influência nomes consagrados da música brasileira como Racionais Mc’s, Raul Seixas, Negra Li e Baco Exu do Blues.

 

badaue

Badauê – O trio Badauê é formado por jovens estudantes do IFBA – Campus Seabra. Foi criado no início de 2018 para participação em eventos culturais da região, mais especificamente a I Mostra Cultural do IFBA (evento promovido pela reitoria da instituição). Sua formação atual conta com Daniel Marques no violão, Clara Solano na flauta e Thiago Machado na guitarra elétrica. O nome tem origem yoruba (língua de origem africana) e foi incorporado de diversas formas ao português brasileiro, usado para denominar uma celebração, uma festa. Seu repertório autoral traz instrumentais que celebram a pluralidade da música brasileira, bem como suas influências

 

cópia de bicho de cana

Bicho da Cana – O Grupo Cultural Bicho da Cana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que desde 10 de junho de 2002, vem propagando, mantendo e cultuando o saber afrodescendente do samba de roda, ora através da musicalidade, ora da dança, ora no modo de vida, ora na espiritualidade. Através do resgate e dos ensinamentos ancestrais, o grupo, idealizado e constituído na comunidade periférica de Canabrava, além de realizar um trabalho musical, desenvolve por conta própria um projeto socioeducacional, no qual oferta cursos permanentes de música (flauta, violão, percussão) e dança (samba de roda), promovendo assim o reconhecimento identitário, a autoestima, o acesso à cultura, lazer, educação em direitos humanos e a integração social das juventudes e diferentes gerações da comunidade. A banda composta por oito músicos e uma dançarina é formada por moradores do bairro e da região adjacente, jovens e adultos, que cresceram aprendendo com familiares, vizinhos e ou no projeto desenvolvido pelo grupo. Incorporando matrizes do samba de roda tradicional com novas linguagens surgidas no contexto urbano e periférico, traz no repertório composições próprias e domínios populares, como também grandes nomes de mestras(es) e compositoras(es) do samba, como Dona Ivone Lara, Riachão, Pixinguinha, Jackson do Pandeiro, Roberto Mendes, Noel Rosa, Dorival Caymmi e Mestre Nelito

 

coral ifba

Coral de Estudantes do IFBA – campusVitória da Conquista – Formado por jovens do Ensino Médio Integrado e do Ensino Superior, ocoral de estudantes do IFBA campusVitória da Conquista foi criado em abril 2005 e desde então apresenta-se em diversos eventos culturais na cidade de Vitória da Conquista. Em junho de 2007, agregando outros cantores da cidade, o coral participou do concerto de inauguração da Fundação CulturalCasa dos Carneiros, com o compositor Elomar Figueira Mello. Representou o IFBA nos II e III Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, realizados, respectivamente, em 2012 em Florianópolis/SC e 2015 em Recife/PE. Participou também da cerimônia de abertura do VIII Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação (CONNEPI),em 2013 em Salvador. Entre muitos pontos positivos, como o desenvolvimento da criatividade, a descoberta e encaminhamento de novos talentos e o eficiente fator de sociabilização, o coral tem sido usado como excelente veículo no processo de Educação Musical. No entanto, a alegria contagiante de pertencer a um grupo musical tem motivado esta prática.

 

banda-meninos-da-rocinha-do-pelo

Meninos da Rocinha do Pelô – A “Banda Meninos da Rocinha do Pelô” tem 15 anos de existência sob a regência de Elisete de Jesus Silva, conhecida artisticamente como Elem Silva – Maestrina da banda. Elem começou a tocar com baldes, garrafas e latas aos 7 anos de idade de maneira autodidata. A Banda vem realizando apresentações em festas populares, como: a festa de Santa Barbara, o Carnaval e a festa de Dois de Julho. Também, participou de projetos realizados no Pelourinho, como: “Personagens Vivos” – que retratava a vida dos personagens baianos criados por Jorge Amado e “República dos Tambores” – que foi promovido pela Prefeitura de Salvador, reunindo diversos grupos de percussão do Pelourinho, dentre eles: Didá, Swing do Pelô e Kizumba.

 

Anúncios