Lançamento de Livros

LANÇAMENTO DO LIVRO ÁFRICA, MIGRAÇÕES E SUAS DIÁSPORAS

Bas’llele Malomalo, Elcimar Simão Martins, Jacqueline Freire (Org)

 

 “África, migrações e suas diásporas: Reflexões sobre a crise internacional, cooperação e resistências desde o Sul”. Contato: escolaafricana@gmail.com

Sem Título

Resumo – Os textos reunidos neste livro mesclam-se com experiências de vida, profissão e militância de seus/suas autores/as que se encontram nos diálogos tecidos em torno das temáticas: Mobilidade Humana, Migrações, Diásporas Africanas e Cooperação Sul-Sul, com destaque para a participação de sujeitos de diversos campos de conhecimentos de Ciências Sociais e Humanas. A nossa percepção é que o livro fornece um panorama das dinâmicas de migrações e diásporas africanas no Brasil, de modo especial na região nordeste do país, tendo como foco as crises internacionais e locais, e as diversas formas de lutas e resistências dos/as africanos/as e seus/suas descendentes remanescentes e/ou (i)migrantes no Brasil. Sinaliza igualmente as ambiguidades que caracterizam a cooperação sul brasileira e, par isso, nos lança o convite de sempre investir nossas energias no estudo do fenômeno migratório para qualificar as nossas lutas de resistências e contribuir para a construção da humanidade esperançosa.

.
.
.
.

PRÁTICA MUSICAL, MEMÓRIA E LINGUAGEM

Diana Santiago (Org.)

 

capa livroPrática musical, memória e linguagemvem a público sinalizar um compromisso inadiável na agenda da pesquisa contemporânea em música: a recuperação da busca daquela “coincidência original”. Música e linguagem enquanto domínios substantivos da performance humana relevam, do modo mais imediato, nossa essencialidade social e comunicativa. Qual seria o moto dessa expressividade? A memória. E seu novo contexto teórico-metodológico? As ciências da mente. Nos capítulos que se seguem essas ideias permeiam e fundamentam as discussões neles propostas, oferecendo ao leitor uma multiplicidade tanto rica quanto necessária de abordagens dos processos cognitivos que suportam esses fazeres. As experiências musical e linguística confundem-se, de modo a se interpenetrar e esmo codeterminar. E esta condição revela-se na pluralidade dos debates aqui desenvolvidos, envolvendo questões evolutivas, perceptivas, cognitivas e neurofisiológicas, assumindo diversos pontos de vista, tais como o do desenvolvimento da mente musical, o da aquisição de linguagem, o da prática da escuta, do autoconhecimento e da autorregulação.

Anúncios